E o Brasil continuam em crise…

“Ainda não é um mês bom”. Foi com está frase que o Ministro do Trabalho Manoel Dias anunciou que o País teve uma perda de quase 116 mil vagas de empregos em maio de 2015, o pior mês de maio desde de 1992. É também o quinto corte de emprego no ano, gerando um acumulo de 243.948 postos com carteira assinada. Em 12 meses, o país já acumula a perda de 452.835 postos de trabalho.

O Ministro tentou justificar, afirmando que o 1° semestre nunca é bom e que sempre há um grande corte de posto de trabalho nesse período.

Segundo dados dos Ministério do Trabalho, o Estado de São Paulo foi o quem mais cortou posto de trabalho, com mais de 23 mil vagas fechadas, seguidos por Rio Grande do Sul com mais de 15 mil posto de trabalhos e Rio de Janeiro, com mais de 11 mil postos fechados. A região Sudeste, com mais de 46 mil gavas perdida, é a mais prejudicada, seguida da Região Nordeste, com mais de 34 mil vagas e a Região Sul e Norte, com mais de 23 mil vagas.

Os Estados que menos teve perda de posto de trabalho foram: Roraima, com perda de 217 postos de trabalho, Tocantins, com perda de 260 postos e Rondônia, com 694 postos de trabalho, os Estados do Mato Grosso do Sul, com 594 vagas, Goias, com 333 vagas, Acre, com 193 vagas e Piauí, com 63 vagas, foram os únicos Estados que não houve perda de vagas de emprego.

Fonte: G1

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: